A arte pela arte

Posted By on jan 31, 2014 | 0 comments


Arte é arte e ponto.
Não importa que seja um filme, uma peça de teatro, um livro, uma música uma tela ou uma novela. Todo trabalho de criatividade é arte.
Acabamos de assistir uma história que poderia ser um filme, uma peça de teatro e era uma novela.
Dentro da arte, não existe trabalhos menores, a não ser pela qualidade. E o que vimos foi de extrema qualidade. Como dizia uma amiga, escritora: “Os grandes romances, hoje considerados clássicos, foram também, em seu tempo, simples novelas, folhetins publicados em capítulos nos jornais”.
É obvio que nada pode ser unanime, nem 100%perfeito. Assim como não amamos todas as músicas de um CD ou todo o elenco de um filme ou de uma peça. Mas amamos o que toca nosso coração. E é simplesmente essa a intenção da arte.
Já vai longe o tempo, em que se comentava que novelas de TV seriam apenas uma arte menor. Hoje em dia, nossas novelas não são apenas assistidas por todo o país, mas são vistas e premiadas pelo mundo inteiro, tal a seriedade de toda uma equipe, somada ao talento dos nossos escritores e atores.
Tive a honra de estar presente com minhas músicas em várias delas (algumas ainda no ar, nesse momento) e espero participar de outras.
Amor à vida já está deixando saudade nesses seus últimos dias, como outras histórias que levamos na lembrança, sejam novelas, romances, filmes ou peças de teatro que leram nosso confuso coração. Quem sabe tenha sido pelas mensagens subliminares além das óbvias? Quem sabe por nos fazer lembrar o que deixamos de viver, nesse mundo apressado da própria mídia?
Quem conhece arte reconhece quando uma obra é feita com o coração.
É só uma questão de amor, de vida. Assim foi “Amor à vida”.


UMA SAUDADE A MAIS
O PODER INVISÍVEL

Comente!

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>