A SAUDADE QUE EU GOSTO DE TER

Posted By on nov 11, 2010 | 4 comments


Uma noite, lá pros anos 70, acordei com uma musica que vinha do quarto dos fundos de nosso apartamento. Fui até onde vinha a musica e lá estava meu irmão, com violão compondo, visivelmente emocionado.
Perguntei o que tinha acontecido. Ele me contou que havia sonhado com nosso avô (maestro e compositor) e que no seu sonho, o vovô regia uma orquestra com aquela musica. Meu irmão havia acordado e se lembrado da musica inteira, então decidiu colocar uma letra nela.
Concordei com ele, quando disse que a canção era um presente que ele tinha acabado de ganhar e apesar de um pouco assustada com a história, me emocionei com a letra que ele estava escrevendo.
Essa música depois de pronta, foi gravada com naipes de violinos e outros instrumentos acústicos que realizaram em estúdio, algo muito próximo ao que meu irmão presenciou em sonho. Eu ajudei nos vocais.
Porém, antes de ser gravada, foi com ela que ganhamos diversos festivais de musica por esse Brasil a fora, o que ajudou, em grande parte, para o desenvolvimento da nossa vida profissional.


Presente do vovô.

Sábado que vem, dia 13 é aniversário do meu irmão. Não tenho dúvidas de que qualquer dia desses a gente se vê, e vamos continuar de onde paramos, das novidades que ainda não contamos, das canções que ainda não fizemos, das brincadeiras e dos risos que estão guardados no tempo, pra quando esse dia chegar. Naquela época, talvez ele sentisse, mas eu não sabia que a vida poderia ser tão misteriosamente irônica…


LOVE
UM DIA A CASA CAI

Comente!

4 Comments

  1. Que prazer imenso conhecer um pouquinho de Isolda e Milton Carlos..lamentável que as rádios não divulguem os grandes artistas..os grandes compositores principalmente..quando escuto algumas porcarias hoje em dia..eu penso AI QUE SAUDADES ME DÁ…DE UM SAMBA QUADRADO..
    Nancy2010Recordações

    Post a Reply
  2. Nobre colega Isolda,

    Mesmo com atraso, venho aqui me juntar a essa belíssima homenagem de uma inspiração transcendental a um ser que muito cedo cumpriu a sua missão nesse plano. Outra beleza a imagem do violino com os seus acordes fazendo a ligação entre plano espiritual e o material. A sua arte ficará para sempre e a sua lembrança estará sempre viva em todos aqueles que desfrutaram de uma forma ou de outra, enquanto aqui esteve.

    Um grande abraço

    Post a Reply
  3. Oi Nancy!
    Seja bem vinda. Que bom que veio me visitar. Venha sempre e sou que te agradeço pela homenagem. Um beijo

    Post a Reply
  4. Oi Marley
    Vc como sempre presente. Que bom que gostou. As lembranças sempre estarão presentes aqui ou em qualquer outro lugar. Um beijo

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>