TEMPO, TEMPO, TEMPO, TEMPO

Posted By on jun 27, 2010 | 2 comments


É, eu fiquei um tempo sem escrever no blog, mas eu posso explicar : Eram tantos assuntos, tantos e tantos, que eu fiquei sem assunto…Ou não, como diria Caetano.
Daí um dia, conversando com um amigo, veio a tona um assunto que acredito, muita gente já debateu – Efeito Schumann.
Do princípio – Otto Schumann (20/05/1888 -2209/1974) foi um físico alemão, que declarou a Ressonância Temporal. Mestre em engenharia elétrica no Colégio Técnico em Karlsruhe, em 1912 ele ganhou um doutoramento com a alta tecnologia da sua tese.
Foi professor e diretor no Electrophysical Laboratory na Universidade Técnica de Munique em 1924 e professor do Electrophysical Institute, onde continuou até 1961, quando se aposentou, mas continuou ensinando até 75 anos (que pra ele provavelmente não chegava á isso). Explico:
Schumann constatou que a Terra é cercada por um campo eletromagnético que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera, que fica 100km acima de nós.
Esse campo magnético possui uma frequencia de ressonancia basicamente constante (7.83 ciclos por segundo – hz)) É como um marca passo responsavel pelo equilibrio da biosfera, condiçaõ comum a todos os tipos de vida.
Os nossos cerebros são dotados da mesma frequencia – 7.83herz
Por milhares de anos a Terra pulsou nesta frequencia e a vida se desenvolveu normalmente. Mas a partir de 1980 houve um aumento de frequencia – de 7.83 para 11hz – Em 1990 aumentou, passando de 7.83 para 13hz (quase 65%).

Por coincidência, a partir desse período aumentaram os desequilíbrios ecológicos e sismológicos: Alterações climáticas de toda ordem, maior atividade vulcânica, de terremotos, e inclusive no comportamento emocional das pessoas; além do claro aumento na incidência de doenças.

Ainda, segundo dados científicos,esta aceleração na freqüência da “ressonância Shumann”, teria reduzido o “antigo” período útil diário de 24 horas, para 16 horas.

Daí a sensação de que o tempo está passando rápido demais, não seria apenas uma “sensação”, mas uma constatação científica, repetida por outros estudiosos da matéria como Gregg Braden, Leonard Boff e mesmo o físico finlandês Matti Pitkanen, que declara “até nossa vida consciente é modificada pelos campos magnéticos”.

Esse assunto se estende por horas a fio e paginas e paginas na Internet, mas cá entre nós: A idade que consta nos seus documentos é a mesma que você sente e vê no espelho? Já se passaram 10 anos desde os anos 2000?

E no entanto o relógio continua a marcar 24 horas


SEMPRE DEU CERTO
MONSTROS S/A

Comente!

2 Comments

  1. Nobre colega Isolda,

    Enquanto no efeito Shumann a freqüência aumentou, o efeito suma de sua autoria ocorreu exatamente o inverso, ou seja, a freqüência diminuiu. Brincadeira. Que bom que você retornou. Espero que esteja tão bem como demonstrada na foto agora postada.

    Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
    Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
    Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
    Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
    Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
    Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
    Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
    Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz. (Eclesiastes)

    Um grande abraço

    Post a Reply
  2. Oi Marley,
    Então, a vida anda corrida mesmo, mas sempre que dá, estou por aqui. Não abandono, não..rs Obrigada pela linda mensagem, como sempre.
    Um beijo

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>